Pages

domingo, 24 de agosto de 2008

A Renúncia

Eu não quero ser mais gente.
Me desculpem as pessoas,meus pais, meus irmãos, meus amigos
Mas, eu renuncio à raça humana.
Prefiro ser inseto, animal, planta ou alienígena.
Mas gente não.
Se gente serve pra matar,destruir, roubar, estuprar...
Não.
Eu não quero.
Deus, se é que tu existe
me leva pra outro lugar.
Me coloca em outro planeta
me transforma num outro ser
Porque ser gente como esta do meu convívio
Eu não quero mais.
Eu renuncio.

6 comentários:

Anne Kravitz disse...

(Insetos, animais, plantas e alienígenas também não roubam as calotas do carro dos outros.)
Que texto lindo, vc escreve mto bem!
Bjo

Vaninha® disse...

Às vezes eu falo para meus amigos...Gente me cansa...e me olham torto...sei como vc se sente.
Boa semana.

Fabi disse...

Gente é você, com percepções e indignações... os outros é que são bichos!
Bichos bem esquisitos pra falar a verdade...

Beijos!

Fabi disse...

Kadê você, hein? rs
Beijos

felipe lima disse...

Gente me cansa também.

Paulodaluzmoreira disse...

tbm me sinto assim de vez em quando. mas gente eh assim, meio do contra; quando vc menos espera eles vem e criam coisas bonitas e protegem os outros e escolhem fazer coisas boas mesmo quando eh o caminho mais dificil.